Governo pode ressuscitar órgão do consumidor